Mesmo com altos níveis da biosseguridade da cadeia de alimentos, o momento exige soluções mais eficientes

 

Nos últimos meses vivenciamos uma pandemia mundial que tem alterado a forma como vivemos e trabalhamos. Higiene das mãos, objetos, maquinários e ambiente passou a ser tópico de preocupação contínua nas residências, locais de trabalho, comércio, etc, assim como uso das máscaras. Por conta disso, os cuidados foram redobrados. E com o intuito de manter nosso compromisso em liderança e biossegurança alimentar, nós a Kersia oferecemos soluções de qualidade para este momento.

O vírus tem mostrado rápido contágio entre humanos e exigindo cuidados reforçados, principalmente para as empresas que trabalham com alimentos, como é o caso de fazendas da pecuária de leite e indústrias de alimentos em geral.

A higiene pessoal é crucial para impedir a contaminação

Os cuidados de higiene pessoal que já faziam parte da rotina devem ser intensificados para evitar a proliferação do vírus e garantir a qualidade dos alimentos. Abraços, apertos de mão e beijos no rosto devem ser substituídos por acenos ou outras formas de saudação.

 

Lembrando que toda pessoa que apresentar sintomas de covid-19 ou viajar para regiões mais afetadas deverá ficar em isolamento social por 14 dias ou fazer testes confiáveis para verificar se houve contaminação. É essencial evitar a contaminação de outros funcionários.

Manter unhas limpas e cabelo preso, além de higienizar as mãos frequentemente com água e sabão e regularmente utilizar de gel antisséptico para mãos a base de álcool 70%.

Nas fazendas, uma boa opção para esse período é a utilização de Dermisan antes da ordenha, pois o método de uso mantém constante higienização das mãos do ordenhador, eliminando de forma eficiente esse e outros patógenos das mãos do ordenhador e dos tetos. Dermisan também pode ser utilizado na sanitização de tecidos em geral.

Solução Dermisan – 1ml de produto + 100ml para cada toalha  

 

Outra opção para indústrias e fazendas é Hypra’zur, potente sabão em pó higienizador, bactericida e branqueador, indicado para qualquer tipo de tecido, incluindo toalhas, macacões, uniformes, aventais e etc. Ação muito mais forte e completa que sabão tradicional.

E, vale lembrar que mesmo que as mãos estejam devidamente limpas, evite tocar olhos, nariz e boca, pois são a principal forma de contágio.

Além disso, aventais, botas, macacões e demais EPI’s devem ser higienizados diariamente.

Para evitar aglomerações, reduza o número de funcionários aglomerados em um mesmo ambiente, fazer escalas pode ser uma boa alternativa.

Frequência na limpeza de ambientes e superfícies

Estudos apontam que o vírus permanece vivo em superfícies e no ar por períodos diferentes, tornando a limpeza e desinfecção frequentes fortes aliadas na prevenção.

Entenda:

  • No ar: até 3h;
  • Papelão: até 24;
  • Cobre: até 4h;
  • Aço inoxidável: 3 a 4 dias;
  • Plástico: 2 a 3 dias;

Aposte em produtos como Deptal U e Dairy Net para limpeza externa de equipamentos, contenções e ambientes em geral. Deptal U ótima opção para limpeza rotineira, enquanto Dairy Net é seu aliado na limpeza profunda de pisos, azulejos, paredes e estruturas metálicas.

A sanitização de superfícies e ferramentas de trabalho pode ser realizada com muitos produtos, como Deptil PA5 (ácido peracético 5%) e Deptal MCL (hipoclorito de sódio 5,39%). Ambos princípios ativos são reconhecidamente eficazes contra vírus envelopados da família coronavírus.

Em ambientes fechados, na necessidade de desinfetantes para reduzir tanto a carga microbiana no ar, como dos sistemas de ventilação e exaustação ou todas e quaisquer superfícies, Ultrad HA e Fumagri HA são tecnologias exclusivas e incríveis à disposição para controle microbiológico.

Dispensando operador, com aplicação simples e ausência de riscos de explosão, incêndio, toxicidade, manchas, corrosões, resíduos ou cheiros, Ultrad HA e Fumagri HA são seguros e muito eficientes no combate à contaminações do ambiente e superfícies, mesmo nas áreas mais difíceis de alcançar.

O princípio ativo de Ultrad HA e Fumagri HA (ácido glicólico) inclusive teve sua eficácia aprovada no combate ao Covid-19 pela Agência de Proteção Ambiental (EPA) dos Estados Unidos da América. Leia mais aqui

Circulação de pessoas no ambiente de trabalho

Separe a área suja (externa) e limpa (interna) com devida sinalização e bloqueio de acesso. Além dos cuidados básicos de higiene citados acima, a redução do fluxo de pessoas também é importante. Oriente os colaboradores que evitem o compartilhamento de objetos pessoais, como copos, talheres, garrafas, cuias e outros.

Redobre também os cuidados em relação a visitantes e pessoas externas que circulam pela fazenda ou indústria. Uso de pedilúvio nas entradas e saídas da propriedade, prédios e setores é outra ação que auxilia no controle. Rodolúvios para veículos é importante também. Entregas, sempre que possível, devem ser deixadas na entrada da propriedade. Veículos devem ser estacionados na parte suja.

Na fazenda, evite contato de terceiros com os animais, salas de ordenha e escritório. Técnicos prestadores de serviços e colaboradores externos devem passar por um vestiário para a troca de roupa com a indicação do uso de macacões, uniformes e botas próprias da fazenda. Sempre higienize todos os equipamentos após o uso, incluindo ferramentas de trabalho dos funcionários como copos aplicadores, tratores e demais ferramentas.

Veículos que coletam o leite ou que fazem entregas diversas devem ficar o menor período possível e passar pelos mesmos critérios de triagem e higiene dos funcionários. Colaboradores que residem na propriedade devem ir à cidade apenas em real necessidade. Da mesma forma aqueles que moram na cidade devem ir à fazenda apenas se realmente necessário.

Colaboradores que atuam com funções administrativas e puderem realizar seu trabalho de maneira remota, em home office, devem ser orientados para tal. 

Outros cuidados

Tanto nas fazendas como indústria é interessante sempre realizar a triagem daqueles que estão chegando para o horário de trabalho. Aferir a temperatura e autoavaliação de sintomas é importante. Aqueles que apresentam sintomas devem ser orientados a ficar em quarentena domiciliar e, em caso de agravamento dos sintomas, procurar assistência médica.

Foto: Danny De Angelis, NNSY Photographer

É indicado desativar os bebedouros comunitários. O bebedouro em si pode se tornar importante vetor, além de promover certa aglomeração. Todos devem trazer de casa suas garrafas de água particulares. Se não for possível desativá-los, aumente a frequência de higienização dos pontos de contato e disponibilize álcool 70% ao lado de cada ponto de contato.

Essa pandemia mundial certamente afetou a forma como a sociedade vive e, sem dúvidas, afetou também os processos de biosseguridade na produção leiteira. Por isso, invista em produtos de qualidade que irão garantir a higienização adequada, protegendo a saúde dos seus colaboradores e garantindo a qualidade do produto oferecido por sua empresa.

 

Acesse nosso site www.grupokersia.com.br e conheça nossas soluções. A Kersia está ao lado do setor alimentício por um mundo saudável e com alimentos seguros.